sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Resenha de Janeiro - "Verão Escaldante"

Esta é a resenha da minha amiga Regina (mas podem chamar de Rê). Como tudo que provém dela, a resenha tb é super diferente e ela não conta o final do livro. Confiram:

Quando gostamos de um filme, vemos várias vezes, não é verdade? E quando gostamos de um livro, repetimos quantas vezes a leitura do mesmo?

Não sei se por aqui (entre os participantes do ‘Desafio Literário 2010), alguém já leu algum livro de que tenha gostado muito, inúmeras vezes. Isso já ocorreu comigo.

Não cresci rodeada de livros, nem sempre gostei de ler e por incrível que pareça, enquanto estudante, lá pelos fins do magistério (sim, sou professora) lia muito... rsrsr... muito romance de banca apenas. E como gostava! Li muitos, mas não li nenhum deles várias vezes e nem precisava... rsrs

Fiquei um bom tempo sem ler (outras leituras), até conhecer, na faculdade uma pessoa que tornou-se minha amiga. Ela gosta tanto de ler que ainda criança tinha o hábito de ler dicionários, pode? (a propósito, é a dona da resenha anterior... rsrs)

Essa amiga falou tão bem do livro “O Pequeno Príncipe” que me fez querer lê-lo. Eu ameiiii!! (É o meu livro nº1) Depois ela até me deu um exemplar de presente. E eu já o li mais de umas 8 vezes... É o tipo de livro que cada vez que você lê, ele tem algo diferente a te dizer...

Depois de “O Pequeno Príncipe” vieram “O menino do dedo verde”, “Olhai os lírios do campo” “Helena”, “O Nome da Rosa”, a paixão por Drummond e a literatura na minha vida. Tudo indicação e influência do meu anjo de olhos-cor-de-mel.

O tempo passou. A vida mudou. Descobri outras paixões e assim ficaram para trás os romances de banca, até que descobri o ‘desafio’, decidi participar e como primeira indicação de leitura estava lá o tão amado, nos tempos de juventude, Romance de Banca.

Confesso que não tive nenhum critério na hora de escolhê-lo. Tenho uma amiga (outra) que tem vários e liguei para ela e pedi que mandasse alguns exemplares para que ‘o nosso grupo’ pudesse ler. Escolhi o meu romance pelo título e pelo ‘moço’ da capa, pode? Como estamos no verão e há dias em que está um calor insuportável, optei então pelo “Verão Escaldante”, para ver se conseguia fazer alguma relação com a minha realidade... rsrs

E assim foi feita a leitura do livro, buscando uma relação com a minha vida. Como ‘briguei’ com a Anne protagonista da história, como a xinguei de idiota e ingênua. Gente, pode alguém ver um cara (Jerry, o tal) pela primeira vez num bar, trocar meia dúzia de palavras e depois ir atrás dele, se entregar aos beijos e tudo mais (já de cara), passar em casa depois, pegar as economias dos pais e trepar numa moto e fugir com ele? Vocês podem não achar, mas achei isso um absurdo...rsrs. E depois fiquei pensando: “Se no início já rolou além das ‘preliminares,’ o que mais pode acontecer?” E é claro que o escritor (Paul May) soube conduzir isso muito bem, porque muita coisa aconteceu. E quem quiser saber o quê, de mais interessante, aconteceu nesse romance, vai lê-lo; ora pois, pois!!! (a tradução do livro é no português de Portugal, muito engraçado até, tem hora...)rsrs

Assim como fiz nas diversas vezes em que li o meu livro preferido, destaquei algumas frases que me chamaram a atenção no romance lido. Registro aqui para vocês a seguinte:

“Tanto no mar como na vida, os homens justos devem ajudar os náufragos”. A Anne, gente, ‘naufragou’ bastante nessa história, ai, ai... Nós também temos os nossos ‘naufrágios’ de vez em quando, não é mesmo? O verão para ela, foi por demais escaldante. Ah, se foi!! Mas também, cabeça dura como ela.

Detalhe: ela tem 20 aninhos, eu 33. Então não tem como brigar, né? A vida ainda vai ensinar muito para ela... rsrs

10 comentários:

  1. Olá pessoal!! Sou a autora da resenha aí, passei por aqui só para que me conheçam.

    Um abraço!

    Ps.: TÔ amando esse'desafio'!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Regina!
    Resenha emocionante e bela. Por isso, quero muito contar com a sua participação oficial no desafio. Inscreva-se! Para divulgar resenhas é preciso está inscrita no desafio, pois eu preciso dos dados de email dos participantes para organização de eventos que ocorrerão durante o desafio. Alem disso, realmente preciso ter controle de quem participa pois, como organizadora do desafio, tenho que cumprir algumas regrinhas básicas para que elas não voltem contra mim mediante a reclamação de outros participantes. Nesse sentido, espero que você possa me ajudar. Como já disse ficarei muito feliz, em tê-la como participante do desafio. Não é preciso ter blog e vocês podem continuar utilizando o blog da Patrícia como divulgação de suas resenhas. Conto com a compreensão de vocês.;D

    ResponderExcluir
  3. humm, muito bom vcs participando comigo, melhor ainda é podermos trocar de livos e morrermos de rir com nossas resenhas. Tô adorando,tudo, e sua resenha ficou super legal. Bem ao nosso estilo.

    Bjão meu anjo

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, meninas pelos elogios!
    Que bom que gostaram do que escrevi, tentei dar um tom mais 'cômico' em minha resenha...

    À propósito, eu havia dito para a Patrícia que participaria indiretamente do Desafio Literário e que não iria fazer nenhuma resenha, mas agora já estou tão animada; gostei tanto da experiência que resolvi até criar o meu próprio blog e postar minhas resenhas lá. Sendo assim, aquelas e aqueles que quiserem me visitar, eis o meu blog: http://re-vidalida.blogspot.com/

    Aguardo vcs lá...

    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Regina
    Muita animada edivertida sua resenha. Adorei!! Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ei Regina,
    Muito legal sua resenha, super diferente. adorei.
    bjoo

    ResponderExcluir
  7. Adorei sua resenha, Rê!

    Eu tenho vários livros que são meus "queridinhos", leio, releio e nunca me canso.

    Tb lia dicionários qd era criança, rs.

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Bela resenha.....adorei suas opiniões.....que o desafio seja ótimo pra voce...!!!
    Bjus elis!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante!